Não deixe o Natal ser sua 'andorinha solitária'; aprenda a vender mais o ano todo

voltar

"Uma andorinha só não faz verão", quem nunca ouviu esse ditado popular? Pois bem, saiba que ele cabe para muitos empreendedores que, se não vivem só do Natal, podemos dizer que vivem “apenas” com o montante arrecadado em datas especiais, como Dia das Mães, Dia dos Pais, Black Friday, etc.

O fato é que, embora as datas sazonais sejam marcantes para a comercialização, saber vender o ano inteiro também é importante e pode ser fundamental para a manutenção do seu negócio. Afinal, quem não quer ganhar mais?

Com isso em mente, vale dizer que há várias ações que podem ser colocadas em prática. Por exemplo, você pode se preparar para dobrar as vendas durante as sazonalidades ou tornar as "baixas temporadas" períodos com uma média de venda mais alta ao longo do ano.

Lembre-se que uma coisa não exclui a outra, mas, para que ambas se concretizem, é preciso se planejar. Então, bora curtir a chegada do Papai Noel e já aproveitar para seguir algumas dicas que podem lhe ajudar a vender mais o ano inteiro. E isso sem tirar da mente que você pode aproveitar os períodos mais fortes para reforçar o caixa.

1. Ofereça preços mais atrativos

Uma das maneiras de trazer os clientes para o seu negócio nos períodos de baixa temporada é por meio de promoções. Quando a demanda cai, é hora de oferecer os produtos com preços mais atrativos. No geral, os consumidores são reativos, ou seja, respondem positivamente quando veem uma vantagem. "Opa, eu ouvi 'vantagem'? Onde, onde?"

Uma boa dica é montar kits incluindo produtos sazonais com outros que são vendidos o ano inteiro. Além disso, você pode oferecer ainda descontos para aqueles clientes que compraram com você durante os períodos sazonais. É uma forma inteligente de fidelizar os seus consumidores, não é mesmo?

2. Planeje os seus meses fortes

Se você está no ramo do seu negócio há mais de um ano, certamente sabe quais são os meses nos quais as vendas costumam aumentar. O ponto é que mesmo tendo essa informação, muitas pessoas insistem em deixar as coisas para a última hora (#quemnunca?). Mas o resultado disso é que as divulgações são sempre abaixo daquilo que poderiam ser.

Quando você antecipa o planejamento, tem a oportunidade de potencializar as vendas. Tente concentrar a sua energia em iniciativas que podem resultar no aumento de vendas nos momentos em que os seus clientes mais procuram os seus produtos. Muitas vezes, um mês muito forte acaba compensando outros mais fracos.

3. Seja criativo e tente o novo

Responda sem pensar: você costuma avaliar o resultado das campanhas que fez no passado? Se a resposta for "sim", então ficará mais fácil distinguir o que funcionou do que não funcionou, concorda? Mas aí também pode ter um problema. Até porque muitos empresários insistem em manter estratégias que não deram muito certo, seja por comodismo ou falta de tempo.

Ao se antecipar, você pode avaliar cada uma das ações e tentar mudar as que não deram certo. Por exemplo, fazer anúncio em carro de som ainda funciona muito bem em algumas cidades, mas será que traz bons resultados na região do seu negócio? “A galinha endoidou. 30 ovos por apenas R$ 10”, e aí, já ouviu essa?

É preciso avaliar cada situação e, talvez, partir para outra.

4. Busque produtos novos

A sua sazonalidade, possivelmente, fica concentrada em alguns tipos de produtos. Por que não ampliar a oferta de itens de forma que você possa contemplar outros períodos do ano? Essa pode ser uma solução simples para manter as vendas aquecidas o ano inteiro. Tome como exemplo as lojas de roupa.

Durante o inverno, os produtos em exposição são as roupas de frio, enquanto durante o verão são as roupas de calor. Talvez o seu negócio possa explorar algo similar, seja com serviços, produtos ou qualquer outra coisa do gênero. A ideia é estar sempre disponível nos momentos em que a demanda aumentar.

5. Planeje as compras com os fornecedores

Sabendo que haverá um aumento no número de itens em um determinado período, é natural que você compre mais unidades. Os fornecedores sabem disso e podem até aumentar os preços nessa época do ano. Porém, se você se antecipar à sazonalidade, é possível negociar as peças antes e com preços melhores.

Quando os lojistas reduzem os pedidos, você pode ir na contramão, desde que o investimento seja viável e o desconto seja muito atrativo. Para isso, mais uma vez é preciso dizer que é necessário se planejar bem e calcular os custos envolvidos por manter estoques por um período maior.

Gostou das dicas? Então não se acomode com as boas vendas do Natal e já comece a colocar as sugestões em prática para ter um 2022 mais próspero, como deseja o Bom Velhinho! Ho, ho, ho...

Quer receber conteúdos exclusivos?

Junte-se a mais de 200.000 pessoas