Não é mágica! Veja como a elisão fiscal pode reduzir custos com impostos

voltar

A carga tributária que incide sobre as empresas brasileiras é, sabidamente, muito alta, mas deixar de pagar algum tributo não é uma opção, não é mesmo? Até porque isso implica em multas e sanções e faz com que a companhia opere na ilegalidade. Agora, saiba que há sim como pagar menos impostos sem contrariar o que a legislação prevê. “Sério? Qual é a mágica?”, você pode ter pensado. Não é mágica, não, nem ilusionismo. É real e se chama elisão fiscal, também conhecida como planejamento tributário e fiscal.

No entanto, antes de explicar o que é a elisão fiscal, saiba que para colocar esta prática em ação é preciso contar com o auxílio de profissionais que conheçam profundamente os detalhes legislativos e possam realizar uma análise completa relacionada ao seu negócio. Já que o uso de estratégias como essas é legal, mas requer atenção redobrada aos planejamentos fiscal e tributário.

O que é elisão fiscal?

Não pisque agora, vamos tirar o coelho da cartola! Brincadeiras à parte, elisão fiscal é uma prática contábil que tem como objetivo adequar a empresa a modalidades mais vantajosas para reduzir o pagamento de impostos. São ferramentas da elisão fiscal, por exemplo, os planejamentos tributário e fiscal, pois são através desses dados que os gestores obtêm uma visão do todo e podem tomar decisões de forma mais assertiva.

Mas atenção! Não confunda “elisão fiscal” com “evasão fiscal”. No primeiro caso, falamos de um processo legal e no qual são respeitados todos os limites impostos pela legislação. Já no segundo, embora também haja redução no recolhimento de tributos, os métodos encontrados para isso quase sempre são ilegais, resultando em sonegação e, como já dissemos, são passíveis de multas e sanções.

Portanto, vamos nos ater aqui ao que realmente importa: a elisão fiscal. É bem possível que a sua empresa possa pagar menos impostos do que paga hoje. Para isso, uma série de fatores precisam ser analisados. Não há uma fórmula única e cada caso deve ser estudado de forma individual. Porém, se existir uma chance, que tal tentar utilizá-la?

Como pagar menos impostos?

Se a resposta para essa pergunta fosse simples, certamente haveria manuais e livros didáticos para explicar o passo a passo de como fazê-lo ou até poderia estar em algum curso de mágica. Mas não é o caso. Sabemos que as empresas comprometem boa parte do seu faturamento com o recolhimento de impostos e, independentemente da sua destinação, certamente é doloroso ver parte da receita “indo embora” todos os meses.

Contudo, como dissemos, para as companhias que adotam o planejamento como uma de suas ferramentas, as possibilidades de pagar menos impostos se tornam reais. O correto planejamento tributário pode resultar no enquadramento de sua companhia em outra modalidade. A diferença entre retirar um pró-labore ou obter dividendos e os benefícios fiscais existentes são outros fatores a serem considerados.

Agora que você já sabe desta possibilidade de reduzir custos, que tal buscar uma ajuda profissional?

Quer receber conteúdos exclusivos?

Junte-se a mais de 200.000 pessoas