E-Commerce bate recorde! Veja 5 formas para você decolar e vender mais online

voltar

É, meus caros, o mercado está mudando e a pandemia do novo coronavírus acelerou alguns processos que demorariam anos para acontecer, como é o caso do e-commerce. Na verdade, já existia a tendência do comércio eletrônico crescer naturalmente, porém este nicho bateu recorde de vendas no primeiro semestre de 2021 e atingiu R$ 53,4 bilhões em faturamento. Os dados são da consultoria especializada Ebit, que informou ainda que esse número representa um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em um cenário tão otimista como esse, acredito que você deve estar pensando como aproveitar essa onda e melhorar suas vendas online, não é mesmo? Podemos adiantar que as vendas online requerem um tipo de preparação diferente daquela que você pode estar acostumado nas vendas feitas em lojas físicas, por exemplo.

Porém, ao contrário de alguns anos atrás, hoje em dia, já existem ferramentas que auxiliam muito em todo o processo da venda online. Se antes havia quem achasse errado dizer que é “mais fácil” vender pela Internet, atualmente, fica difícil sustentar essa negação.

Mesmo assim, vale lembrar que a competição também está cada vez mais acirrada e há uma tendência dos consumidores fazerem compras menos impulsivas e mais conscientes. Ou seja, algumas dicas podem fazer toda a diferença. Confira!

1. Não prometa o que você não pode cumprir

Alguns princípios de transparência são essenciais para comercializar produtos na internet. Se você vai fazer uma grande promoção, por exemplo, informe a quantidade de itens que estarão disponíveis para que o consumidor não corra o risco de entrar na sua página e ver que a oferta já acabou.

Nunca é demais lembrar a importância de ser honesto e não prometer algo que você não possa cumprir. Valores relacionados ao frete e prazos de entrega devem estar claramente descritos, inclusive com uma margem de segurança para que você não tenha problemas. Em caso de atraso na entrega de uma mercadoria, por mais que a culpa não seja sua, no final das contas será responsabilidade da sua loja. E isso pode render uma dor de cabeça nas redes sociais e em sites como o Reclame Aqui. Portanto, é bom se antecipar, comunicar o cliente ao invés de omitir alguma informação.

Lembre-se ainda de colocar dados como CPF ou CNPJ, endereço, telefone e e-mail para contato em um lugar visível do site, afinal a lei exige que o comércio eletrônico dê divulgação a esse tipo de informação.

2. Ofereça múltiplas opções de atendimento

Quando se trata de vender pela internet, é preciso estar onde o consumidor está e não forçá-lo a seguir um fluxo tradicional de atendimento. Sabe o que isso quer dizer na prática? Quer dizer que é melhor para o seu negócio oferecer múltiplas opções de contato nos mais diferentes canais: telefone, e-mail, redes sociais, WhatsApp e outras mais que fizerem sentido para o seu público-alvo.

3. Invista em SEO

Caso queira ampliar o seu negócio, um investimento posterior pode ser em SEO (Search Engine Optmization - Ferramenta de Otimização de Busca, em tradução literal). Em geral, são maneiras de otimizar as suas páginas para que elas fiquem melhor ranqueadas nos mecanismos de busca, como o Google. Para isso, além de alterações estruturais na página, você pode recorrer a outras estratégias, como a produção de conteúdo próprio e contar com algumas ferramentas e serviços que podem lhe ajudar.

Também é função dos especialistas em SEO garantir que o tempo de carregamento das suas páginas seja menor e que o fluxo de informações entre a busca pelo produto e a conclusão da compra se torne um processo mais intuitivo e prático. Tenha em mente que, quanto melhor for o seu SEO, menor será a necessidade em se investir diretamente em anúncios.

4. Atendimento de qualidade? Sim, com certeza!

Não existe coisa pior do que deixar os seus futuros clientes na mão. Caso você já possua um site, pode ser que eles não encontrem todas as informações que precisam nas páginas e, por isso, vão precisar de um auxílio extra. Ou seja, disponibilizar chat online, atendido por vendedores capacitados, pode ser um diferencial para a conclusão de uma compra.

Vale lembrar que não se deve negar nenhuma informação. Inclusive, informe tudo aquilo que ele precisa saber sobre um produto ou sobre o processo de compra. Essa ação pode ser uma grande oportunidade para você reconhecer o que pode ser melhorado em seu conteúdo e, de quebra, fidelizar clientes para compras futuras.

5. Tudo pronto? Vamos começar!

Existem algumas plataformas no mercado que podem lhe ajudar [e muito] a dar o pontapé inicial no seu negócio online. Uma delas é o Vendr! Como dissemos, se antes era complicado criar um site para oferecer os produtos, gerir o estoque, pensar em toda a logística, agora você já pode ter tudo isso na palma da sua mão. Com um baixo investimento, você contará com loja online profissional, catálogo de produtos e serviços, controle de vendas, pedidos e orçamentos, entre outras coisas. E o melhor de tudo, se quiser testar antes, há um plano gratuito! Confira todos os detalhes aqui e boas vendas!!!

Quer receber conteúdos exclusivos?

Junte-se a mais de 200.000 pessoas