Influenciadores digitais podem ajudar o seu negócio a crescer; saiba como

voltar

Ao ler “influenciadores digitais” pode ser que a sua imaginação tenha lhe levado para bem longe da sua área de atuação. Estou certo? Afinal, há grande chance de você ter logo pensado em celebridades e se questionado: “Como eu posso convencer uma pessoa famosa a ajudar no meu negócio?” Calma, não se preocupe! Logo vai ver que fazer parceria com um influenciador é muito mais palpável do que imagina.

É bom que saiba, inclusive, que o uso de influenciadores tem se tornado cada vez mais popular no setor de marketing das empresas. E, mesmo que o seu negócio ainda não tenha prosperado tanto para ter um setor de marketing, vale lembrar que você mesmo pode colocar a mão na massa, se capacitar com cursos e pôr algumas ações em prática, como essa que vamos abordar neste texto.

O que é um influenciador digital?

Basicamente, influenciador é alguém que tem uma audiência e se envolve em sua área de atuação, ou em mais de um setor. Pode ser blogueiro, youtuber, instagramer ou alguém com uma forte presença no Facebook, no Twitter, no Snapchat ou até mesmo no Linkedin. Em geral, o público que o acompanha respeita e ouve o que ele tem a dizer sobre determinado assunto.

E pode acreditar, independente da sua área de atuação, você vai encontrar um influenciador que fala sobre o seu nicho de trabalho. Pode ser médico, agricultor, vendedor, contador, a lista é vasta.

E eis que chegamos ao ponto que pode ser a virada da sua empresa. Se você conseguir um ou mais influenciadores para falar sobre o seu negócio, será como trazer os seguidores deles para ouvir você, o que pode significar um aumento considerável nas suas vendas.

Agora, como dissemos no começo, não significa que você precisa fazer uma parceria com a ex-BBB Juliette Freire, que já tem mais de 30 milhões de seguidores no Instagram. Nossa, mas seria maravilhoso, não é? Bom, recolocando os pés no chão, é importante lembrar que existem diferentes tipos de influenciadores. Confira:

Celebridades: essas são as que você deve ter imaginado, como uma Gisele Bündchen da vida. Em geral, são estrelas do cinema, da música, dos esportes e que costumam cobrar extremamente caro para endossar uma ideia ou atrelar a sua imagem.

Grandes influenciadores: esses são aqueles que conquistaram as redes sociais há muito tempo e conseguiram milhares [às vezes, milhões] de seguidores. Essas pessoas estão cobrando muito dinheiro para endossar um produto, mas é pouco provável que eles recomendem alguma coisa apenas pelo dinheiro. A reputação deles também é importante, então, muitas vezes, avaliam os efeitos positivos e negativos de qualquer parceria.

Micro influenciadores: eles podem ter apenas alguns milhares de seguidores, mas são altamente engajados e interessados naquilo que têm a dizer. São esses influenciadores que os pequenos negócios devem buscar. Afinal, cobram preços mais acessíveis ou fazem negócio até mesmo sem custo, com trocas de serviços, por exemplo.

Para ficar mais claro, veja abaixo como podem ser divididos os influenciadores levando em conta o número de seguidores:

  • Mega-influenciador: mais de 1 milhão
  • Macro-influenciador: entre 500 mil e 1 milhão
  • Influenciador: entre 100 mil e 500 mil
  • Micro-influenciador: entre 10 mil e 100 mil
  • Nano-influenciador: até 10 mil.

Passo a passo de como fazer parceria com um influenciador

E então, vamos colocar a mão na massa e buscar uma excelente alternativa para alavancar o seu negócio? Para lhe ajudar, preparamos um passo a passo para facilitar o seu caminho. Confira!

1. Pesquisa

Procure pelas palavras-chave do seu negócio e filtre pela área ou localização em que você está. Por exemplo, se você é um florista no Paraná, busque “flores” ou “blogs de plantas em Curitiba”. Se os seus termos de pesquisa forem muito específicos e não retornarem nenhum resultado, amplie sua busca, tanto nas palavras-chaves quanto na localização. Um florista pode ser importante para aqueles que planejam casamentos, blogueiros de estilo de vida e mamães blogueiras, por exemplo.

Assim que você conseguir alguns resultados, uma ideia é criar uma planilha para salvar essa informação ou você também pode se organizar da forma que está acostumado. Inclua a URL, o endereço de e-mail (se estiver disponível) e todos os links de mídias sociais que eles possam ter, incluindo o número de seguidores.

Além disso, avalie como é o envolvimento ou engajamento em seus posts. “Como assim?”, você me pergunta. Então, o envolvimento é a relação entre o número de seguidores com o número de curtidas. Por exemplo, se um influenciador tem 100 mil seguidores e consegue apenas 100 curtidas e dois comentários em uma foto, significa que há pouco envolvimento.

Geralmente, uma boa média de envolvimento no Instagram fica entre 2% e 5%. Ah, e para calcular essa taxa de envolvimento, basta dividir o número de likes mais o número de comentários pelo número de seguidores e multiplicar o resultado por 100.

Ou seja, no exemplo que demos, ficaria 102/100.000 = 0,00102. Com o resultado multiplicado por 100 chegamos à taxa de engajamento de 0,1%. Bem abaixo da média considerada boa, não é verdade?

2. Envolvimento

Comece a seguir nas redes sociais as pessoas da lista que você elaborou. Se você está no Twitter, criar uma lista com todas elas vai ajudar a tornar as coisas mais simples. Então, comece a interagir com o conteúdo delas com curtidas, comentários e compartilhamentos. Tudo isso pode ajudar para darmos o próximo passo.

3. Convença

Uma vez que você criou uma relação online com o influenciador, agora é hora de convencê-lo. Escreva um e-mail personalizado para cada um deles, nominal (escreva o nome corretamente) e destaque um post recente ou alguma interação. Entenda que os influenciadores recebem mensagens como essas todos os dias, então, o que você puder fazer para tornar a mensagem mais pessoal, vai ajudar.

Deixe claro o que você está pedindo para ele(a) e o que você pode dar em retorno. Pegando o exemplo do florista, quando se aproximar de uma mãe blogueira, talvez possa oferecer flores para que ela utilize no aniversário do filho em troca de um post falando sobre o seu trabalho.

Vale lembrar que o influenciador pode até se interessar pelo trabalho, mas, geralmente, há alguma cobrança pelo serviço. Nesse caso, depende de você e do quanto pode investir com esse tipo de ação. Se você fechar um acordo, é importante criar um contrato entre você e o influenciador.

4. Execute

Uma vez que vocês chegaram a um acordo, é hora de preparar o material para alimentar o influenciador de informações. É importante dar as ferramentas para que a outra parte coloque o trabalho em prática. Em geral, isso significa que você vai preparar o conteúdo que o influenciador vai divulgar. Feito isso, é hora de aguardar. Normalmente, os influenciadores postam o material em um curto período de tempo.

5. Dê um retorno

Assim que o material for postado, lembre-se de manter a interação e agradecer ao influenciador. Além disso, ajude compartilhando muuuuuito a postagem, de preferência, em todas as suas redes sociais.

Como dissemos, saiba que o marketing de influenciadores é uma grande maneira de apresentar um negócio pequeno para uma nova audiência. No entanto, se tudo isso soar muito trabalhoso para você, é bom saber que existem agências especializadas nesse trabalho.

É bem possível que algumas já até conheçam bem a área na qual você atua, então poderá contratá-las para fazer esse serviço. Fora isso, vale lembrar que elas têm também elencos de influenciadores e, talvez, um deles seja apropriado para ajudar a alavancar o seu negócio.

Quer receber conteúdos exclusivos?

Junte-se a mais de 200.000 pessoas