Relatório é como um smartwatch, aponta como anda a saúde da sua empresa

voltar

O smartwatch virou o sonho de consumo de muita gente. E, muitas destas pessoas, se sentem atraídas por esse tipo de relógio por conta do relatório que ele traz sobre a saúde do usuário. Relatório? Isso mesmo! Batimentos cardíacos, pulsação, controle do sono, exercício físico diário, o aparelho vai computando todas essas informações, que são disponibilizadas, em tempo real, aos seus donos. Em uma empresa não é diferente, um bom relatório também pode assumir um papel fundamental para você avaliar como anda a saúde dela.

Como no exemplo do relógio, basicamente, um relatório reúne, em um único documento, os principais acontecimentos de fatos, específicos ou não, da empresa. Em outras palavras, é um retrato detalhado do que acontece diariamente com o seu negócio, como compras e vendas, por exemplo.

Com ele em mãos, fica muito mais fácil de entender o rumo no qual a sua empresa está tomando e, claro, obter mais clareza para as ações futuras. E não se esqueça que, nessas horas, um contador pode ajudar bastante tanto na execução, como na leitura desse documento.

Como um relatório deve ser feito?

Primeiramente, é bom lembrar que existem muitos tipos de relatórios. Em alguns casos, como nos relatórios financeiros e de vendas, o documento é embasado mais em números. Porém, em casos como o relatório de experiência do cliente, o arquivo pode conter um caráter mais descritivo através de textos.

Mas, independentemente do tipo de relatório, é importante ter em mente que o que se busca em um documento como esse é, acima de tudo, clareza. Ou seja, é fundamental organizá-lo de uma maneira que seja de fácil leitura e compreensão para qualquer pessoa que acessá-lo.

Quais são os tipos de relatório?

Como dissemos anteriormente, há inúmeros tipos de relatórios. Em geral, os financeiros são os mais conhecidos no mundo dos negócios. No relatório de fluxo de caixa, por exemplo, são registrados todos os valores que entram e saem da empresa. Já o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício), mostra os lucros e prejuízos da companhia em um determinado período.

Fora esses, há ainda o relatório de produtividade, que visa acompanhar o desenvolvimento do trabalho dos colaboradores. Isso sem contar os de vendas e de satisfação do cliente, que já foram citados.

Softwares podem ser um aliado

A boa notícia é que, além dos contadores, os softwares especializados também podem ajudar muito na confecção dos relatórios. Como é o caso do ao3 emissor, que disponibiliza um relatório detalhado com todas as notas emitidas e ainda lhe permite exportar o documento.

Quer receber conteúdos exclusivos?

Junte-se a mais de 200.000 pessoas